Notícias

 

Bahia

 

Parque eólico em Sento Sé, no Vale São Franciscano. A Bahia é o maior polo brasileiro de investimentos em energia eólica, com cinco fábricas de componentes para geradores eólicos e dezenas de projetos de usinas elétricas movidas pela força do vento.

A Bahia é também um dos estados pioneiros em projetos de energias renováveis, com sucesso no uso de energia solar para pequenas comunidades rurais.

O Estado que foi o berço da engenharia brasileira, tem sido agora um exemplo nacional em desenvolvimento sustentável.

 

Parque eolico

 

 

Selo comemorativo dos 200 anos de nascimento do Visconde de Jequitinhonha (1794-1870). Francisco Gomes Brandão nasceu em Salvador, em 1794, filho de um comerciante português e de uma negra. Foi jornalista, jurista, senador, ministro e diplomata.

Ele foi pioneiro na defesa da abolição da escravidão, no Senado Imperial. Um dos fundadores da Ordem dos Advogados do Brasil e do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.

Diplomou-se em leis, em Coimbra, em 1821. Ao retornar ao Brasil, fundou o jornal O Constitucional (1823), que defendia a Independência do Brasil e a abolição da escravidão. Mudou seu nome para Francisco Gé Acayaba de Montezuma, com sobrenomes americanos nativos. Em 1854, recebeu o título de Visconde de Jequitinhonha.

 

 

Copyright © Guia Geográfico - Informações, Jornais e Imprensa no Estado da  Bahia.

 

Diario Bahia

 

A maior festa do mundo: Carnaval da Bahia (na foto, a baianíssima Ivete Sangalo leva o bloco Coruja). A animação do carnaval baiano foi registrada por Charles Darwin, em 1832, quando o naturalista aventurou-se na festa e saiu molhado com esguichos d'água.

No século 20, os baianos inventaram o trio elétrico e abandonaram os desfiles alegóricos. Hoje, a festa é multiambiental, buscando reduzir uma aglomeração exagerada. Tem carnaval em vários bairros da Cidade. Nessa época, Salvador é só festa e praia.

O Carnaval da Bahia gerou alguns dos melhores guitarristas do mundo, como Armandinho, Pepeu Gomes e Durval Lelys. Também gerou grandes percussionistas como Carlinhos Brown e o Olodum, entre os melhores do mundo.

Mais: Entenda por que o samba nasceu na Bahia

 

Carnaval

 

Sede do antigo Diário da Bahia, na Praça Castro Alves, por volta da segunda metade dos anos 1920. O prédio não existe mais. O Diário da Bahia foi fundado em 1856 e existiu até cerca de 1950. Foi um dos mais importantes jornais da Bahia, principalmente no século 19. Nele exerceu jornalismo o baiano Rodolpho Dantas, que foi Ministro do Império e fundou o Jornal do Brasil, em 1891, no Rio de Janeiro, um dos principais jornais do País, até o final do século 20.

A Bahia foi o berço da notícia escrita no Brasil, com a Carta de Caminha. O escritor baiano Manoel Botelho de Oliveyra (1636-1711), foi o primeiro brasileiro o ter um livro publicado. Antes dele, em 1627, outro baiano, Frei Vicente do Salvador, foi o primeiro brasileiro a escrever um livro de História do Brasil, mas publicado no século 19.

Antes da chegada da Família Real, ao Brasil, a impressão de jornais era proibida, mas manuscritos eram pregados em portas de igrejas e outras casas. Foi assim que o jornalista baiano Cypriano Barata divulgou seus ideais durante a Conjuração Baiana, em 1798. Barata também atuou na Revolução Pernambucana de 1817.

Na Bahia também nasceu o primeiro jornal privado do Brasil, a Idade d'Ouro do Brazil, que circulou de 1811 a 1823. Posteriormente, vários outros jornais foram fundados no Estado.

 

Praias da Bahia

 

 

Jornalista

 

Mapas Bahia

 

Cultura baiana

 

Carnaval Bahia

 

Salvador

 

 

 

Noticias Bahia

 

 

 

 

Bahia Turismo

 

Bandeira Bahia

 

Notícias

 

 

 

Manu Dias

 

 

 

 

 

Rita Barreto