Igreja e Convento de

São Raimundo Nonato

O Recolhimento de São Raimundo Nonato foi fundado em 1753. A construção do edifício foi patrocinada por Raimundo Maciel Soares e iniciada, em 1755, quando o Conde dos Arcos D. Marcos de Noronha, vice-rei do Estado do Brasil, lançou a pedra fundamental. Soares, entretanto, faleceu em 1759 e sua obra foi continuada pelos frades de Santa Teresa. Segundo Vilhena, na época, o Recolhimento tinha concessão para abrigar 20 mulheres convertidas, várias eram mães solteiras.

Em 1929, o Recolhimento de São Raimundo recebeu 15 irmãs do Recolhimento de N.S. dos Humildes de Santo Amaro. Em 10 setembro 1933, para marcar o Primeiro Congresso Eucarístico Nacional, em Salvador, o então Arcebispo de São Salvador da Bahia e Primaz do Brasil, Dom Augusto Álvaro da Silva, elevou a Igreja de São Raimundo à condição de Santuário de Exposição e Adoração Perpétua do Santíssimo Sacramento e seu altar foi proclamado como um Altar Votivo da Fé Eucarística Nacional.

Por volta de 1968, parte da Igreja foi demolida para a construção do viaduto em continuação à Rua Direita da Piedade, sobre o Vale dos Barris. A Congregação possui fotos da antiga arquitetura da Igreja, que foi reduzida em seu comprimento, mas os altares foram preservados.

O altar mor da igreja é em estilo barroco, de grande mérito artístico sacro. Existem dois altares laterais, um deles dedicado a São Raimundo Nonato. Esse padroeiro da Igreja viveu na Espanha, no século 13, e é o protetor das parturientes e parteiras.

É administrado pela comunidade das Irmãs de Nossa Senhora dos Humildes, que desenvolvem obras sociais e educacionais. faz parte da Paróquia de São Pedro. Fica na esquina da Rua São Raymundo com a Rua Direita da Piedade, junto ao Politeama.

 

Copyright © Guia Geográfico - Patrimônio Histórico da Bahia

 

O belo interior da Igreja de São Raimundo, no estilo barroco. Embaixo, o altar-mor.

 

 

Igreja São Raimundo

 

Acima, a Igreja e Convento de São Raimundo, visto da Rua Direita da Piedade, em 2014. A frente é voltada para a Rua de São Raymundo. Embaixo, a mesma Rua de São Raymundo e seu Convento, em 1923 (publicada em um antigo periódico de nome não identificado). Note que houve ampliação e alteração na fachada. Parte do Convento foi demolido cerca de 1968. A Igreja fica na parte de baixo e foi reduzida em comprimento, na demolição, mas os altares foram preservados.

 

Altar mor

 

O Convento visto do viaduto sobre o Vale dos Barris, em 2014.

 

A Igreja de São Raimundo identificada na Planta de Morales de los Rios de 1894.

 

Mapa antigo

 

Barroco

 

Igrejas de Salvador

 

São Raimundo Salvador

 

 

Igrejas Salvador

 

 

 

 

Por Jonildo Bacelar